O objetivo deste blog é expor algumas realidades históricas distorcidas pela propaganda esquerdista.
Baseado em livros, documentos e entrevistas, aponta fatos que a mídia quase não publica.
Nasci em 1960 e acreditei em algumas destas mentiras.
Só depois de deixar de agir como um carneiro de Panúrgio, é que fui atrás da verdade dos fatos.
Nada do que está escrito aqui é minha criação.
Esse material pode ser facilmente encontrado por quem estiver disposto a aprender.

"Os Estados Unidos perderam a Guerra do Vietnã"

É triste saber, hoje, a verdade de alguns fatos que eram, para mim mesmo, tidos como a mais linda expressão da paz e da liberdade. Saber que gente que eu admirava como John Lennon, entre outros, apenas colaboraram, como inocentes úteis, para que milhões de pessoas morressem. Foram realmente inocentes ignorantes e úteis para as matanças da esquerda no mundo todo.

 


Era muito "bacana, moderno e na moda" clamar pelo fim da guerra estando no conforto de casa (eu mesmo adorava a cultura hippie). Assim como, hoje, é "bacana e da moda" usar camisa com foto de Che Guevara e clamar que Fidel é um grande "líder democrático" estando bem longe de Cuba.



A mídia controlada, como vimos, pela esquerda já nos anos 60, espalhou a falsa notícia de que os americanos estavam perdendo a guerra do Vietnã, que haviam perdido a batalha do Tet e que a embaixada americana em Saigon havia sido invadida.
A verdade é que a embaixada nunca foi invadida e todos os que tentaram tal invasão foram mortos antes de chegar aos portões de fato. Quanto à batalha do Tet, uma ofensiva geral, hoje se sabe que três quartos dos exércitos vietcongs foram eliminados. Foi, na realidade, um dos maiores fracassos militares que se tem notícia. E aqui, como nos EUA, as notícias foram torcidas e mostravam exatamente o oposto.

 



Esta foto, de 2003 mostrou ao mundo como o povo Hmong ainda vivia com medo das tropas comunistas do Laos e do Vietnã, muito depois do fim da guerra.
Para estes coitados a guerra não acabou até hoje.



É muita ingenuidade achar que um país, com o poder bélico dos EUA, perderia uma guerra contra um exército tão menor e inferior. As baixas entre os dois lados eram de 10 x 1. Os EUA apenas saíram para aplacar a pressão "pacifista" em sua própria casa, para estancar a perda de dinheiro e pelo desinteresse em qualquer objetivo concreto. O Vietnã, depois da guerra (e antes também) era um país tão bom que jamais algum esquerdista da Europa ou das Américas se exilou lá. Ganharam, na realidade, a "oportunidade" de continuarem vivendo praticamente na idade do ferro até nossos dias. Isso sem falar no que veio depois que os americanos foram embora.

Lyndon Johnson, mais preocupado com as urnas que com a verdade, determinou a retirada das tropas americanas para ficar bem na mídia. Isso deu margem para que os úteis idiotas "pacifistas" passassem a dizer que, na realidade, Ho Chi Minh não era comunista mas sim um líder patriótico.
Com essa retirada os comunistas, que já haviam invadido o Vietnã do sul, tomaram o norte e o poder do Vietnã inteiro. De lá invadiram o Camboja onde colocaram Pol Pot no poder.

 


Pol Pot, talvez o mais cruel líder que o mundo jamais viu.
Em três anos e meio conseguiu matar, da maneira mais atroz - a fome, a tortura,  aproximadamente um quarto da população total do país.


O resultado do "paz e amor" e do "pacifismo" de Jane Fonda, entre outros, foi que apenas no Vietnã a matança chegou a mais de um milhão de civis. E Pol Pot, no Camboja, matou mais dois milhões de civis, desarmados e em tempo de paz.

A guerra em seu total, nos dois lados, causou a morte de, na conta mais alta, 900 mil pessoas. A "paz" que se seguiu, graças aos "flower power" (os quais, confesso, admirava muito quando adolescente) matou 3 milhões de pessoas comuns, não militares.

3 comentários:

  1. Zé Pitaco, aqui não é lugar para repetir as mentiras impostas por psicopatas socialistas.
    Aqui é para mostrar fatos que realmente aconteceram e divulgar obras que os confirmem.
    Não faltam blogs chapa-branca, pagos com dinheiro público, onde vc pode mentir e se divertir enganando e sendo enganado. Aqui esquerdopata não tem vez.

    ResponderExcluir
  2. Eu já havia lido sobre a questão do vietnã no site do professor olavo e no MSM, mas não conheço livros que tratam especificamente de desmascarar mentiras criadas sobre a guerra do vietnã. Caso saiba, você poderia me indicar algumas?

    ResponderExcluir
  3. Até que enfim alguém com coagem de dizer a verdade.

    ResponderExcluir

Escolha como perfil a opção Nome/URL e coloque seu nome ou use sua conta no google.
A moderação dos comentários é necessária para evitar ataques de hackers.
Em poucos minutos seu comentário estará postado.
Comentários sem nome não podem ser publicados.