O objetivo deste blog é expor algumas realidades históricas distorcidas pela propaganda esquerdista.
Baseado em livros, documentos e entrevistas, aponta fatos que a mídia quase não publica.
Nasci em 1960 e acreditei em algumas destas mentiras.
Só depois de deixar de agir como um carneiro de Panúrgio, é que fui atrás da verdade dos fatos.
Nada do que está escrito aqui é minha criação.
Esse material pode ser facilmente encontrado por quem estiver disposto a aprender.

O infame Foro de São Paulo


O Foro de São Paulo é uma CONSPIRAÇÃO.

O infame Foro de São Paulo conspira CONTRA a SOBERANIA nacional e seus membros e fundadores não respeitam nações mas sim blocos que buscam apenas o poder e a dominação.

Interrogado pelos jornalistas, Raúl Reyes, líder guerrilheiro colombiano, admitiu em sua recente visita à Venezuela que as FARC formam parte do chamado Foro de São Paulo.
 

Depois da queda do Muro de Berlim em 1989 e da derrubada do comunismo na ex-União Soviética, Fidel Castro decidiu substituir o apoio que recebia do Bloco Oriental pelo de uma transnacional latino-americana.

 




Aproveitando o poder parlamentar que tinha o PT no Brasil, Fidel Castro convocou em 1990, junto com Lula, todos os grupos guerrilheiros da América Latina a uma reunião na cidade de São Paulo.

Além do próprio PT e do Partido Comunista de Cuba, acudiram ao chamado o Exército de Libertação Nacional (ELN) e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC); a Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN) da Nicarágua; a União Revolucionária Nacional da Guatemala (URNG); a Frente Farabundo Martí de Libertação Nacional (FMLN) de El Salvador; o Partido da Revolução Democrática (PRD) do México; e várias dezenas mais de grupos guerrilheiros e partidos de esquerda da região que iam se juntando ao longo dos anos, como o Exército Zapatista de Libertação Nacional (EZLN) do México.

Alí decidiram formar uma organização que se autodenominou Foro de São Paulo.
 

Para dirigi-lo centralizadamente, criaram um Estado Maior civil, dirigido por Fidel Castro, Lula, Tomás Borge e Frei Betto, entre outros, e um Estado Maior militar, comandado também pelo próprio Fidel Castro, o líder sandinista Daniel Ortega, e no qual tem um papel importante o argentino Enrique Gorriarán Merlo.

Gorriarán Merlo foi fundador do Exército Revolucionário do Povo (ERP) e posteriormente do Movimento Todos pela Pátria (MTP). Gorriarán Merlo é o autor do ataque terrorista de janeiro de 1989 ao regimento de infantaria La Tablada, em Buenos Aires, no qual morreram 39 pessoas, e foi quem encabeçou a esquadra que assassinou Anastasio Somoza em Assunção, Paraguai, em setembro de 1980.

Gorriarán Merlo também organizou a maquinaria militar do Movimento Revolucionário Tupac Amaru (MRTA), o mesmo que há alguns anos tomou a residência do embaixador japonês em Lima.
O Foro de São Paulo tem um sistema de comunicação permanente, e até produz uma revista trimestral própria, denominada América Livre.
Estabeleceu uma forma sólida e permanente de financiamento, baseada em sequestro, roubo de gado, cobrança de impostos, assaltos a bancos, pirataria, narcotráfico e demais atividades ilegais que rotineiramente praticam os grupos guerrilheiros na América Latina.







O Brasil caminha celeremente para ser mais um, de acordo com os procedimentos adotados pelo atual governo petista/cubano/comunista, que conta com o apoio de partidos políticos corruptos, da mídia chapa branca, venal e vendida, da OAB, ABI, MST, FUNAI, CIMI, e dezenas de outras organizações que tentam, com farsas e mentiras permanentes, e principalmente através da Comissão Nacional da Verdade, desmoralizar as nossas Forças Armadas, em particular o Exército Brasileiro, última resistência à implantação do Comunismo em nosso país.

Lula, um dos fundadores do Foro (o outro é Fidel Castro), fez o seu discurso num evento. A peça de resistência da reunião deste evento é a celebração da "herança chavista". Para a turma do Foro, é na Venezuela que se vive a verdadeira democracia. Foi num desses encontros que Chávez, segundo ele próprio confessou, encontrou-se com o Raúl Reyes, aquele líder terrorista e pançudo das Farc, morto pelas tropas colombianas num acampamento no Equador. As Farc, como é de conhecimento público, dedica-se ao narcoterrorismo e mantém ainda hoje campos de concentração na floresta amazônica.

Fernandinho Beira Mar confessou que trazia armas do Líbano e trocava por cocaína na Colômbia para vender aqui no Brasil. A ONU afirma que, em todo o mundo, o tráfico de drogas está estabilizado. No Brasil, ainda segundo a ONU, esse tráfico aumenta cerca de 10% ao ano e todos vemos a criminalidade aumentando dia a dia. A ligação PT FARC PCC já está comprovada pelas próprias declarações de seus líderes e participantes.

Não é sem motivo que o atual governo tenta, a todo custo, retirar da população o direito a ter armas de fogo para defesa própria. Mesmo tendo perdido de forma acachapante o plebiscito do "desarmamento" é de interesse desse "governo" garantir que o cidadão comum esteja indefeso quando abordado pelos criminosos. O caos é calculado.

As FARC já comandam quase todo o tráfico no Brasil mas ainda existem outras quadrilhas de traficantes e apenas estas é que, às vezes, são presas para que a propaganda seja mostrada.







O Foro de São Paulo, em duas décadas, deu abrigo e proteção política a organizações terroristas e a quadrilhas de narcotraficantes e sequestradores que nesse ínterim espalharam o vício, o sofrimento e a morte por todo o continente, fazendo mesmo do Brasil o país onde mais cresce o consumo de drogas na América Latina.


Ao associar entidades criminosas a partidos legais na busca de vantagens comuns, transformou estes últimos em parceiros do crime, institucionalizando a ilegalidade como rotina normal da vida política em dezenas de nações.


Burlou todas as constituições dos seus países-membros, convidando cada um de seus governantes a interferir despudoradamente na política interna das nações vizinhas, e provendo os meios para que o fizessem “sem que ninguém o percebesse”, como confessou o Lula, e sem jamais ter de prestar satisfações por isso aos seus respectivos eleitorados.


Ocultou sua existência e a natureza das suas atividades durante dezesseis anos, enquanto fazia e desfazia governos e determinava desde cima o destino de nações e povos inteiros sem lhes dar a mínima satisfação ou explicação, rebaixando assim toda a política continental à condição de uma negociação secreta entre grupos interessados e transformando a democracia numa fachada enganosa.


Gastou dinheiro a rodo em viagens e hospedagens para muitos milhares de pessoas, durante vinte e três anos, sem jamais informar, seja ao povo brasileiro, seja aos povos das nações vizinhas, nem a fonte do financiamento nem os critérios da sua aplicação. Até hoje não se sabe quanto das despesas foi pago por organizações criminosas, quanto foi desviado dos vários governos, quanto veio de fortunas internacionais ou de outras fontes. Nunca se viu uma nota fiscal, uma ordem de serviço, uma prestação de contas, um simulacro sequer de contabilidade. A coisa tem a transparência de um muro de chumbo.

Essa, infelizmente, é a "elite" que governa nosso país. Não se pode mais tolerar esta afronta à nossa dignidade e soberania.






Nossa arma é a internet e esta mensagem crescerá exponencialmente podendo atingir milhões e milhões de cidadãos patriotas que não comungam com a atual política vivida pela Nação Brasileira. Procure na rede informações sobre este que é o grande problema da atualidade.


Um comentário:

Escolha como perfil a opção Nome/URL e coloque seu nome ou use sua conta no google.
A moderação dos comentários é necessária para evitar ataques de hackers.
Em poucos minutos seu comentário estará postado.
Comentários sem nome não podem ser publicados.